Intercâmbio académico com a Alemanha

O intercâmbio de estudantes com a Raiffeissen-Campus foi um sucesso e uma experiência enriquecedora para os nossos alunos. Veja os testemunhos completos aqui no site.

Hoje é dia 18 e estou a voltar da Alemanha. Foi uma aventura e um objetivo alcançado. Se ficava menos ou mais tempo? Foi perfeito. Deu para chorar de saudades e para me divertir muito. Deu para conhecer a escola, as cidades e, principalmente, para respirar este ar tão puro.

Gostei muito de me aperceber da diferença entre as culturas. Os horários eram bastante diferentes, fazíamos tudo mais cedo, desde o acordar até ao adormecer.

Para mim este intercâmbio foi difícil, mas, com o tempo, comecei a sentir que estava bem e que sabia que tinha quem mais gosto à minha espera. Acho que vim com o propósito de ultrapassar um desafio, sair da minha zona de conforto.

Não vou esquecer a mudança de “quero ir para casa” para “não quero ir já para casa”. É uma sensação maravilhosa em que aprendemos a deixar de pensar tanto e começamos a aproveitar ao máximo. Sentir que somos acolhidos por alguém que quer o melhor para nós e que se torna uma família que nunca será esquecida, é incrível!

Agradeço imenso o incentivo vindo de todos e a oportunidade que nos foi dada. Estive com medo, desconfiada, desconfortável, mas aprendi a confiar em mim e a sentir-me confortável num sítio “anormal” ao meu. Nunca será esquecido o “yooohhh Nono” vindo dos nossos amigos alemães, que tanto nos fizeram rir.
Muito obrigada a todos,
Leonor Rodrigues

A olhar para trás, apercebemo-nos de como foi boa esta semana!

Vou-me lembrar de tirar os sapatos e casacos à porta de casa e da nossa “querida” sparkling water!

Um programa de intercâmbio inesquecível, tanto pela beleza destas cidades como pela forma como fomos recebidos pela escola e pela família.

Fizemos arborismo, mini golfe, convívios entre portugueses, espanhóis, alemães, húngaros e lituanos e visitámos muitas cidades. Irei voltar!

As pessoas que me acolheram tornaram-se da minha família por uma semana e vou levar cada um na minha memória.

Na verdade o que me “salvou” foi o nosso grupo de portugueses, bastava mandar uma mensagem no grupo, que recebíamos 1000 mensagens … o que nos ajudava a resolver cada problema, sem esquecer o nosso querido professor Jorge, que nos “aguentava” todos os dias e nos tirava as melhores fotografias!

A todas as famílias, escolas, professores, diretores, amigos, freiras, que fizeram com que esta maravilha de programa fosse possível e inesquecível … muito obrigada do fundo do meu coração.

Teresa Glória

É impossível escrever um texto com poucas palavras para descrever esta experiência inesquecível na Alemanha. Um desafio superado e uma viagem incrível! Adorei aprender mais sobre a cultura, gastronomia e conhecer melhor as pessoas. Adorei estar com todos os alemães, os letões, os húngaros e os espanhóis e ouvir um “Heyyyyyy Gonçalo! Hey Yosé my brother!” todos os dias, do nosso “amigo” Levi.

Nunca esquecerei a minha “família” alemã e tudo o que fizeram por mim, desde levarem-me ao outlet (as Amoreiras de cá) só para eu comprar um par de sapatos, a Koblenz e a restaurantes.
Adorei ver que faziam tudo à mão, o queijo, o pão e até as salsichas!
O Andy e a Pya (os pais) certificavam-se que eu estava bem, se precisava de alguma coisa para beber (perguntavam de 5 em 5 minutos) e faziam tudo por mim!

A Mila, o Marc e o Phil (os filhos) fizeram-me sentir como se fosse parte da família e nunca esquecerei o “You want to play Skijo?” (um jogo que jogávamos todos os dias). Devo-lhes tudo, tudo, tudo! A melhor parte da viagem!

Nunca pensei que gostasse tanto de cá estar, ao ponto de desejar não ir embora! Apesar das despedidas serem difíceis, manterei sempre o contacto com eles e guardarei todas as memórias com muito carinho.
Muito obrigada!

Constança Aires Mateus

A experiência que tivemos na Alemanha foi bastante intensa e ao princípio até foi difícil. Foi muito bom poder ver como são diferentes as culturas. Dormir numa casa de banho foi algo muito fora da minha zona de conforto, mas foi um desafio superado e aprendi com isso.

Já tinha visitado a Alemanha, mas esta experiência não se compara. Estar sem a minha família e ficar com a família de alguém alemão, tornaram estes dias muito mais interessante e pude conhecer muito bem esta zona diferente da Alemanha.

Gostei muito do que vi, vivi e visitei com esta família incrível que me acolheu e que apesar de não terem o melhor inglês do mundo, faziam um esforço para me incluir e estarem comigo.

Durante estes dias, para além dos alemães, conhecemos também os espanhóis, letões e húngaros, que também estavam nesta experiência de intercâmbio. Foi bom conhecer e conviver com tanta gente diferente.

Por tudo isto, agradeço à maravilhosa família que me acolheu, aos amigos deles que me incluíram e me mostraram muita coisa.

Goncalo Oliveira

Quando penso nos dias passados nesta aldeia só tenho a agradecer por esta oportunidade incrível.

Em oito dias, consegui mudar horários de uma forma radical, até comecei a querer almoçar às 10h da manhã. Surreal! Nunca pensei ser possível.

As garrafas de água com gás e as noites de jogos de tabuleiro com a minha família, são pequenas memórias que não me vou esquecer.

O convívio com os alemães, espanhóis, letões e húngaros, fizeram-me pensar não só em nós, em Portugal, mas também que devemos estar abertos para conhecer e ter mais mundo.

As tardes passadas no outlet e no spot, que eram o nosso ponto de encontro depois das aulas, ou os intervalos passados no orange sapce, foram tudo pequenos momentos com os portugueses em que se juntavam também outros alunos de diferentes nacionalidades e conversávamos em inglês.

É difícil ficar sem a nossa família durante tanto tempo, mas o sentimento de superação é o melhor que se pode ter quando as saudades batem.

A única coisa que posso fazer é agradecer a todos, sem exceção. Obrigado aos meus pais que foram os maiores impulsionadores desta atividade. Obrigada Santa Maria pela confiança depositada em nós para representarmos o Colégio. Obrigado à família que me acolheu nesta semana. Obrigado ao Matti, à Melanie, ao Antonio, e ao Victor por serem o meu grupo de trabalho durante uma manhã espetacular. E por último obrigado à Leonie, que foi com quem passei mais tempo neste intercâmbio e que me ajudou a integrar nesta escola.

Leonor Barret

Penso que no começo do ano, quando nos disseram que alguns alunos podiam ir à Alemanha, todos pensámos que isso seria impossível.

Quanto mais próximos estávamos de abril, mais me parecia que esta viagem estava mesmo a acontecer. Enviar a carta de inscrição nas aulas de inglês, receber os alemães em Portugal, fazer a mala da viagem e, de repente, já estávamos à espera no aeroporto que nos dessem informação sobre a porta de embarque. 

A minha família de “acolhimento” foi fantástica e, tal como o nome diz, acolheram-me em casa deles como ninguém. Parecia que tinha sido ontem quando levei o Alex, o rapaz que a minha família acolheu, para minha casa, para jantarmos, para lhe mostrar a cama que o meu irmão lhe emprestou, para irmos com os meus colegas a Belém e tentar explicar a zona com a informação que nos lembrávamos das aulas de história. No entanto, hoje estava eu a ir para casa dele, a conhecer o grande terreno, a jogar jogos com o seu irmão, a conversar com o seu pai e a ouvir as suas histórias e piadas. Estas pessoas foram capazes de me dar o mais importante desta viagem: conforto. Como se nunca tivesse saído de Lisboa. 

Tão rápido que passou esta semana cheia de conversas em inglês, horários de refeições incompreensíveis, tempo passado com espanhóis, alemães, húngaros e letões, sem esquecer os portugueses, que tiveram um papel importantíssimo neste tempo passado noutro país.

A parte mais difícil de uma viagem é sempre voltar. Suponho que as viagens são todas assim: quando as coisas começam a ficar boas, é quando elas acabam. Mesmo assim, acho que posso falar em nome dos portugueses, quando digo que estamos felizes por ter alcançado e completado um objetivo tão ambicioso. Um objetivo que ao começo parecia impossível, mas que graças a muitas pessoas foi possível. 

Bem, conseguimos. Todos os alunos portugueses conseguiram passar uma semana longe de casa, noutro país, a mostrar como somos capazes de o fazer e acima de tudo: a crescer. Ninguém volta de uma viagem destas na mesma e por isso quero agradecer a todos os que fizeram este projeto acontecer. Obrigado. 

Rodrigo Miranda

Hoje, dia 18, saímos do frio da Alemanha para voltar ao calor de Portugal. Esta experiência foi diferente, estar numa casa de alguém que não conheço foi difícil. Os horários foram outra dificuldade principalmente o da alimentação, mas que eu consegui superar.

Fui ver um jogo da champions, foi uma experiência muito impactante, que gostei muito. Também percebi como é que outras culturas se organizam, em questões políticas e sociais;  tudo isto graças à minha incrível família de acolhimento. No geral foi uma boa experiência para crescer enquanto pessoa.

José Maria Rego

Esta semana na Alemanha foi uma experiência diferente. Saímos da nossa zona de conforto e fomos passar uma semana em casa de uma família alemã. Estivemos noutro país, com uma cultura e hábitos diferentes. E para mim essa foi a parte mais interessante, estar com pessoas diferentes de nós!

Estivemos com diversas nacionalidades: alemães, letões, húngaros e espanhóis. E com eles tivemos uma semana incrível. Visitámos Schoenstatt, Limburg, Koblenz, Frankfurt… lugares onde nunca tínhamos estado.

Tive uma semana ótima e por isso agradeço imensamente ao Colégio por ter participado neste programa e a todos os que foram comigo, que fizeram com que cada dia fosse mais divertido.

Maria João Barros

Neste momento encontro-me no autocarro, a caminho do aeroporto para voltar para o meu país. Foi-me pedido para escrever uma frase, ou um pequeno texto sobre esta aventura. Mas não sei se consigo em poucas palavras, descrever esta incrível viagem.

No primeiro dia chegámos com o coração nas mãos. O medo era um sentimento comum, afinal não sabíamos como é que iria ser. Quando chegámos ao colégio reencontrámos os nossos antigos amigos alemães. Este momento de reencontro trouxe boas memórias e mais segurança.

Depois do momento mais “assustador” da viagem, vivemos vários momentos de alegria e crescimento. Fomos a várias pequenas cidades e voltámos a respirar o “ar do campo”.

Nunca me vou esquecer das várias aventuras que vivi nesta viagem, da ida a Koblenz, a Frankfurt, a Limburg e às outras pequenas cidades, como a que eu fiquei, Staud.

É com um grande sentimento de tristeza e saudade que acabo esta viagem. Cada pessoa que conheci ensinou-me algo novo e fez com que eu conseguisse ter a experiência que tive.

Muito obrigada ao Colégio que nos proporcionou esta experiência de crescimento e superação. Isto sim, fica na memória!

Luísa Barros

Esta semana de intercâmbio na Alemanha foi um mundo totalmente novo, cheio de aventuras e desafios. Desde o momento em que cheguei a casa da minha “host family”,  que fui recebida com sorrisos acolhedores que me faziam sentir em casa.

O que mais gostei nestes dias de intercâmbio, foi a oportunidade de explorar uma nova cultura e conhecer lugares incríveis. Desde os passeios pelas ruas de komblenz até as conversas animadas que tínhamos no nosso “spot”, cada momento foi uma experiência inesquecível.

Para mim, este intercâmbio foi um grande desafio mas que contudo me fez crescer como pessoa.

Conhecer pessoas de diferentes origens e aprender sobre as suas tradições fez-me gostar mais do meu país e querer partilhar mais sobre ele, mas também fez com que eu quisesse ter mais vontade de explorar novas culturas e costumes.

Não vou esquecer o cuidado que tanto a escola, como a minha host family tiveram comigo e com os outros alunos portugueses, as tardes bem passadas no outlet que passou a ser a nossa segunda casa e as paisagens maravilhosas que pude ir vendo ao longo desta semana maravilhosa. Cada detalhe ficará gravado na minha memória, que levarei comigo para sempre.

Com isto só tenho a agradecer a todos os que fizeram parte deste grande projeto de intercâmbio, que será mais uma aventura para contar.

Maria Lopes Cardoso

Procurar

Em destaque

Mais recentes